A ORBE  |  FILMES  |   PRÊMIOS   |   ARTE  |  CORPORATIVO  |  CONTATO

A ORBE

Empresa produtora de filmes de curta e longa metragem, fundada pelo artista plástico Dimitri Kozma em 2000. Ao longo dos anos, produziu diversos curtas metragens independentes e animações que alcançaram reconhecimento em diversos festivais de cinema.

Atuando como produtora de filmes autorais e comerciais, tem como desafios criar soluções ideais para cada projeto. Com mais de 15 filmes autorais independentes realizados, entre curta metragens e animações, o trabalho autoral da Orbe já esteve presente em dezenas de festivais, como por exemplo, a mostra  exclusiva do Museu da Imagem e do Som, com análise de toda a obra produzida pela Orbe por acadêmicos do MIS.

Conquistou também diversos prêmios em festivais de cinema, destaque para os curtas: "A Carne", que conquistou prêmios como melhor direção, melhor ficção e melhor roteiro, "Entre Espelhos e Sombras", filme surrealista exibido em mostras considerado por pesquisadores do cinema como uma obra prima. Seus filmes mais recentes "Horário Nobre ou Banquete para Urubus" e "Necrochorume" também tem tido boa receptivade em mostras e festivais nacionais e internacionais.

A Orbe tem a missão de produzir obras audiovisuais de qualidade para o público e inovar constantemente, elevando sua produção a novos níveis de excelência a cada nova produção, incentivando o povo brasileiro a apreciar filmes nacionais de qualidade.

DIMITRI KOZMA

Dimitri Kozma nasceu em São Paulo, Brasil, e é formado em Artes Plásticas, exercendo entre outras atividades artísticas, as funções de: Diretor de cinema, roteirista, produtor, editor, desenhista e animador.

Artista Multimídia fundador da produtora Orbe Filmes (www.orbemidia.com), Dimitri Kozma possui diversos prêmios e reconhecimento por sua obra, que abrange vídeo arte, curta-metragem, animação, ilustração, pintura, design de games, fotografia, literatura, entre outros trabalhos. 

Produz curtas de baixo orçamento e animações, já tendo trabalhos exibidos na televisão e reconhecidos em diversos festivais.

Seu trabalho em filme é autoral. Gosta de misturar elementos simbólicos, subtextos interpretativos, alegorias surrealistas, análises comportamentais, crítica social, humor ácido, cinema extremo, horror, drama e comédia.

Críticamente aborda temas polêmicos sem medo, como religião, instituições, alienação, mídia em massa, sexo, entre outros temas, mas também aborda a leveza das relações pessoais de forma natural e realista.

O trabalho de Dimitri Kozma é variado em estilos: seu filme "Entre Espelhos e Sombras" é um petardo surrealista de vanguarda, com uma história intrigante, repleta de simbolismos e interpretações freudianas sobre a descoberta da sexualidade e a infindável busca por respostas insolúveis, apresentado com um ritmo dinâmico. Pesquisadores de universidades que assistiram ao filme, o classificaram como uma obra-prima.

Outro filme de Kozma, "A Carne" é um suspense com toques de horror, produzido em exatas 24 horas e sem recursos financeiros. Premieado em diversos festivais de cinema independente de horror.

Seu curta metragem mais recente, "Horário Nobre ou Baquete para Urubus", produzido com baixo recurso financeiro, reflete seu discurso indignado e irônico contra o "status quo" e ataca o sensacionalismo da mídia como uma metralhadora subversiva. A todo momento é sentido o contraste de imagens fortes e chocantes realistas com a alegoria caricatural transbordando humor ferino.

Também produz animações, destaque para "O Colecionador", premiado em diversos festivais, mostra uma crítica ao consumismo e supérfluo de forma inusitada.

Além de dirigir e escrever, Dimitri Kozma também edita, produz e participa ativamente de todas as partes do processo. Sempre dialogando com a equipe de forma aberta e participativa em um ambiente colaborativo e agradável.

O universo criado por Dimitri Kozma é próprio e distinto. Algumas influências no trabalho de Dimitri Kozma são Luis Buñuel, Alejandro Jodorowsky, Nelson Rodrigues, William Gaines, Friedrich Nietzsche, Lars Von Trier e David Cronenberg.