MUNDO - ANHEMBI MORUMBI

21/05/2008
Projetos independentes marcam carreira do ex-aluno Dimitri Kozma
São Paulo

Formado em 1999 no curso de Design Digital, que na época chamava-se Educação Artística com ênfase em Computação Gráfica e Multimídia, Dimitri Kozma é daquelas pessoas que calculam todos os passos de sua carreira profissional. Antes mesmo de sair da Universidade, já tinha em mente o que queria fazer. "Ir para o mercado de trabalho exige planejamento. Construí minha carteira de clientes aos poucos, fazendo muito 'frila'", lembra.
Com o diploma em mãos, Dimitri criou uma empresa de comunicação interativa, a Orbe Mídia. Produziu sete curtas e tem mais quatro em fase de finalização. Ele recebeu o jornal Mundo para falar sobre a sua mais recente produção cinematográfica, "Entre Espelhos e Sombras".

Mundo - Por que a escolha do surrealismo?
Dimitri - Sou fascinado pelo gênero e acho que precisamos explorá-lo melhor na área cinematrográfica. É uma temática de difícil digestão, porque força o espectador a fazer sua própria leitura.

Mundo - Como surgiu a idéia para o desenvolvimento do roteiro deste filme?
Dimitri - A idéia começou com uma situação de subversão, envolvendo um menor de rua que entregava dinheiro a um motorista parado no sinal.

Mundo - Como o público e a crítica receberam este trabalho?
Dimitri - Bem,
principalmente daqueles mais abertos a novas experiências.

Mundo - Pretende lançar outros filmes neste estilo?
Dimitri - Sim. A idéia inicial é fazer uma trilogia. O segundo será mais crítico e de surrealismo mais ácido, com mais humor e ironia.

Mundo - Já pensou em fazer um longa-metragem?
Dimitri - Sim, mas preciso ter um bom roteiro, e um tema que sustente o filme, sem perder o ritmo. Caso contrário, corre-se o risco de ficar cansativo.

Mundo - Há muita dificuldade para obter recursos financeiros para produções independentes?
Dimitri - Partimos para a máxima de Glauber Rocha: "Uma câmera na mão e uma idéia na cabeça". Prefiro ter uma constância de trabalhos, mesmo que sejam com menos recursos, do que esperar parado para viabilizar uma só idéia.

+ MAIS INFORMAÇÔES: Acesse www.orbemidia.com/espelhos

Para ler a entrevista na íntegra, clique aqui.